O que de fato é o amor – e quais são suas implicações morais, psicológicas, eróticas e políticas

    O amor: “Esse desejo de fusão interpessoal é o impulso mais poderoso que há no homem. É a paixão mais fundamental, é a força que mantém junta a espécie humana, o clã, a família, a sociedade. Não conseguir realizá-la significa loucura ou destruição – autodestruição ou destruição dos outros” (FROMM, 2000, p.23)  … Ler mais

A deformação do amor erótico na contemporaneidade

– A verdade é que nós não queremos namorar. Ninguém aqui quer. – Ok, mas você sempre está com alguém. – Isso é verdade. – Mas não é muito melhor progredir na relação com alguém? Na conversa, no sexo? – Não necessariamente. E, também, pode até ser que a próxima mulher seja pior que a… Ler mais

Sobre William Waack, a conversa sobre futebol e a incapacidade dos homens de amar

Como pode ser explicado que um jornalista, pesquisador, autor de livros, com experiência internacional, possa exprimir o racismo num nível de elaboração de um senhor de engenho do século XVIII? Uma conversa entre homens que revela a estrutura frágil do mundo masculino. Nem a rara oportunidade educacional de ter sido aluno da conhecida experiência alternativa… Ler mais

Nunca me sonharam: um conto-de-fadas sobre a educação

Semana passada tive a oportunidade de participar de um cinedebate organizado pelo coletivo de educadores A voz rouca, da cidade de São Paulo, no qual conversamos sobre o filme Nunca me sonharam, focado na realidade dos jovens de ensino médio, dirigido por Cacau Rhoden e patrocinado pelo Instituto Unibanco. A professora da UNINOVE Regina Magalhães[1],… Ler mais

Entre museus e outras mídias: O Brasil que (imagina que) luta pelas crianças

Queria tratar da polêmica da exposição do MAM “acusada de pedófila” e de “ferir o ECA” (Estatuto da Criança e do Adolescente) por ela ter sido super compartilhada nas redes sociais. Acompanhando os grupos conservadores há algum tempo, sei que a bandeira que eles erguem contra a “sexualização precoce das crianças” é antiga, e que… Ler mais

Menos regras, mais inspiração

Ao escrever sobre Sócrates, o pesquisador inglês Francis Cornford ressalta que a filosofia ética do pensador grego minou a moralidade da repressão social, de obediência à autoridade e conformidade aos costumes, e propôs, alternativamente, uma moral que pode ser chamada de “moralidade de inspiração para a perfeição espiritual”. A diferença entre esses dois tipos de… Ler mais

Transformar práticas das escolas públicas: é necessário, é possível, mas por que é tão difícil?

Escolas públicas inovadoras existem, são possíveis. Cito alguns exemplos: A 2ª Conferência de Alternativas para uma Nova Educação (CONANE), ocorrida entre os dias 5 a 7 de Setembro de 2015, teve como anfitrião o CEU Heliópolis Profª Arlete Persoli. Faz parte desse CEU a escola pública municipal Campo Salles, uma escola democrática, de “salas de… Ler mais

Educação Democrática: Pelo futuro que não nos pertence.

“De que me adianta você me dar todas as respostas se eu não te fiz nenhuma pergunta?” Esse trecho do livro O mundo de Sofia também serve como uma analogia ao que ocorre com a educação moderna escolar e de massas que conhecemos nos nossos tempos. Olhando para as contribuições mais contemporâneas do campo de… Ler mais