O Pós-Moderno pelas rádios do Brasil

Três acordes e um ritmo frenético são a base do punk, ritmo nascido na Inglaterra e que embala a música Veraneio Vascaína do Capital Inicial/Aborto Elétrico. A música denuncia a truculência da polícia militar já na virada dos anos 70 para 80 no século passado (vale a pena dizer que há uma frase preconceituosa dos então meninos da banda, filhos de pais pertencentes à elite da Capital Federal).

O texto continua atual, uma ideia que está alimentando composições de outras bandas, dessa vez não pelas mãos de garotos ricos de Brasília, mas por jovens da periferia. Onde entra o pós-moderno nesse contexto?

12373346_10205461456237951_8461861448540042691_n

Ao acabar a música do Capital Inicial que ouvia na rádio, a radialista em tom de festa diz o nome da banda e da música, a denúncia da letra não fazia mais sentido, não tinha mais qualquer peso de inconformismo depois de quase 40 anos, embora ainda tenhamos problemas com a atuação da polícia; se nos atentarmos às músicas mais atuais que seguem a mesma linha de protesto, elas estão virando pó rapidamente pela repetição nas rádios e pela apreensão parcial de seu sentido pelo público ouvinte.

Em outras palavras, uma das facetas do pós-moderno é a diluição do sentido das coisas. No caso das músicas de protestos, quando uma parte da população apreende parte do contexto para si, no caso da Veraneio Vascaína pelo ritmo, e não se interessa pelo conteúdo, o processo de perda de sentido está em andamento e se fortalecendo a cada nova repetição até que vire música de elevador.

A música tem poder, mas pelo falado acima, pelo processo de pasteurização maciço e diversificado de que somos vítimas, esse poder, já longe das propostas originais dos compositores, é usado vazio de conteúdo para outros objetivos; por exemplo, escutei “All along the watchtower”, música e letra emblemática de Bob Dylan, como trilha sonora de um comercial de perfume!

Os links para ouvir e ler as letras das músicas:

Veraneio Vascaína – Capital Inicial

All along the watchtower – Bob Dylan

 

Alexandre Mota é mestre em hospitalidade, professor universitário e membro do Conselho Fiscal da Associação Brasileira de Pedagogia Espírita

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s