Antigas e inovadoras formas de doutorado

Cena do livro Orbis Sensualium Pictus de Comenius. Aqui, em nosso tema de hoje, simboliza a liberdade, em construção coletiva.
Cena do livro Orbis Sensualium Pictus de Comenius. Aqui, em nosso tema de hoje, simboliza a liberdade, em construção coletiva.

Uma das portas de entrada na Universidade Livre Pampédia será o doutorado livre: Como doutorando livre, a pessoa apresenta um projeto de pesquisa que seja aceito como consistente e relevante pelos professores-orientadores da Universidade Livre Pampédia. Esse doutorando terá acesso a todo o conteúdo virtual que tenhamos disponível, que estamos atualmente gestando e formatando, acrescido de uma orientação pessoal de professores especializados e contato com professores convidados de nossa equipe, que tenham relação com o tema desenvolvido. O resultado desse doutorado, seja um livro, um documentário, uma obra de arte, um projeto social, passará a integrar os itinerários pedagógicos da Universidade Livre Pampédia e o autor terá visibilidade em nossa rede, para tornar sua pesquisa uma contribuição real ao conhecimento e à ação de transformação da sociedade. Qual a diferença entre doutorado tradicional, doutorado informal e doutorado livre? No doutorado tradicional, na entrada, há provas, entrevistas e exames para serem feitos e se concorre a algumas vagas. As regras são bem definidas pelo MEC, pela instituição de ensino, e o doutorando tem de cumpri-las para apresentar uma tese, diante de uma banca, composta do orientador e mais 4 examinadores. As linhas de pesquisa são definidas pelos professores titulares e pelas cadeiras da Universidade. O doutorando não pode propor uma linha de pesquisa que não esteja dentro daquelas que são adotadas pelo programa daquela determinada faculdade. Embora o doutorado tradicional tenha a chancela do MEC nem sempre isso é indício de qualidade real da pesquisa. E algo que é muito recorrente de acontecer é que o produto da pesquisa fique esquecido e não tenha um alcance de fato transformador. No doutorado informal, que está sendo proposto no Brasil por André Gravatá e Alex Bretas, o pesquisador se lança sozinho, em voo solo, para costurar sua pesquisa, fazendo financiamento coletivo, procurando apoios e escolhendo suas fontes e suas formas de expressão. Sem nenhum vínculo institucional e criando sua própria rede de contatos e de troca. O doutorado livre, proposto pela Universidade Livre Pampédia, é para aquele que tem um projeto pessoal de pesquisa, mas não se sente enquadrado ou estimulado para entrar numa universidade tradicional ou possui lacunas em seu histórico de aprendizagem que um doutorado não vai suprir e por isso estará provavelmente fora de uma seleção. A Universidade Livre Pampédia se propõe a ajudá-lo a estudar que caminhos precisa percorrer de aprendizagem e pesquisa para construir um conhecimento com consistência. Esse doutorado se destina também àquele candidato que não sente nem prazer nem segurança em lançar-se sozinho numa pesquisa. No doutorado livre Pampédia terá autonomia, com orientação; formação de rede própria em ligação com a rede da Pampédia; visibilidade e atuação com os resultados da pesquisa dentro da própria Universidade Livre Pampédia. Por ser livre, pode escolher temas e caminhos menos ortodoxos do que os que são aceitos na universidade tradicional, mas para ter o selo da Pampédia, terá de ser algo consistente e que realmente venha a contribuir com o conhecimento humano e com a transformação da sociedade. Que tal para você que tem um projeto guardado no computador ou apenas um sonho na cabeça?

Dora Incontri

10 thoughts on “Antigas e inovadoras formas de doutorado

  1. Que alegria vislumbrar o livre pensar!!!! Sentir através de iniciativas como esta a transmutação do que está posto, muitas inspirações divinas e sabedoria, nesse projeto fatalmente promissor!!! Bençãos a tod@s os realizadores!!!

    Curtir

  2. Muito bom! Esse Título de Doutor é aceito nas Universidades, nos concursos? Ou seja, depois de concluído tem o mesmo reconhecimento? Precisa ser Mestre? Grata. Karla.

    Curtir

    1. Olá Karla, claro que por enquanto, esse título não é aceito em concursos já que não tem a chancela do MEC, mas a produção acadêmica que você fará será publicada e contará como uma produção sua. Não, não precisa ter mestrado! Abraços

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s