A autonomia, a criança e o brincar

Ao falar da autonomia da criança, muitos pais já sentem uma angústia e um aperto no peito, talvez por terem como sinônimo da autonomia, o abandono. Vivemos numa época em que os pais estão mais ausentes, devido aos seus trabalhos exaustivos, e é cada vez mais comum, as crianças serem criadas em creches ou por babás.

6a00e55397a5c28834017ee9d252b3970d

Devido a esta situação, o tempo em que os pais estão com seus filhos, eles tentam supri-los de toda ausência com muito colo e presentes. Isso é até compreensível. Na rotina de sala de aula é frequente observar pais carregando crianças de 3 e 4 anos de idade no colo, conduzindo-as como bebês até sua sala, levando sua mochila e todo seu material. É comum também, vermos as frutas bem cortadinhas (quando não amassadas) e descascadas no lanche. O desfralde então, não é raro, crianças deixarem de usar fraldas na escola e continuarem com as fraldas em casa.

Maria Montessori, grande médica, educadora e pesquisadora da infância no sec. XX, já alertava aos pais de sua época e que toda ajuda desnecessária à criança prejudicaria seu aprendizado. Segundo Montessori, a criança possui uma “mente absorvente” que a torna mais sensível e observadora para absorver do ambiente tudo o que for preciso para sua atuação na vida diária, de forma espontânea. A criança é um ser criativo e curioso, ela possui talentos inatos para aprender. Não é preciso muita pesquisa para comprovar a necessidade natural da autonomia que a criança tem.

Quem convive com uma ou mais crianças dentro de casa pode perceber, se parar um pouco para observá-las, que os seus diversos brinquedos luminosos e barulhentos se tornam menos atrativos do que as colheres de pau e panelas de verdade. É notável seu interesse pelos afazeres domésticos, como mexer com água (seja para lavar roupa ou pratos) ou cuidados da casa como varrer. Minha filha de 3 anos, por exemplo, deixa qualquer brinquedo tecnológico para “barrer” a casa. Ou mesmo, é fácil verificar como elas gostam de brincar com o celular de verdade, e quando ganham os de plástico, não tem o mesmo interesse. Então, muitos pais, impacientes, se questionam: Com tantos brinquedos disponíveis, você só que brincar com o que não pode? Se você já fez este questionamento não se culpe, esse comportamento é comum e até mesmo esperado entre as crianças. Isso porque como um ser social, ela se torna uma esponja, querendo imitar tudo que seus pais ou mesmo cuidadores fazem. A brincadeira com utensílios da vida prática torna-se mais divertida e significativa para elas. A criança gosta de aprender coisas úteis para sua vida, por isso quanto maior utilidade mais interesse ela terá em aprender. Com isso, saliento a importância de incentivar a autonomia de seus filhos para que eles sejam mais independentes e felizes. Utilizo-me de uma bandeira levantada há muitos anos, pela grande educadora da atualidade Dora Incontri: LIBERTE A CRIANÇA!

Permita que ela caminhe até sua sala, deixe que arraste sua mochila, que dê mordidas em sua maçã com casca. Conceda que ela experimente, erre, se conheça e acerte e assim perceba sua responsabilidade social e se veja como cidadã importante em sua comunidade. Junto com a autonomia, vem seu papel social. A criança, num ambiente motivador e acolhedor, conseguirá desenvolver suas habilidades de forma integral, despertando assim sua essência. Se ela num mundo material conseguir desenvolver seu ser espiritual e eterno, ela se tornará um adulto mais atuante no mundo e menos dependente do consumismo e das mídias sociais. É preciso mais motivos para começar a incentivar a autonomia das crianças, agora mesmo?

Jamile Tupinambá

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s