Espaço e convivência na educação livre da ULP

A Universidade Livre Pampédia abriu oficialmente suas portas no último final de semana para receber alunos de duas turmas do curso de Pós Graduação em Pedagogia Espírita. Neste ano de 2016, organizamos um espaço para receber educadores e educandos, considerando o alojamento, as refeições, sala de aula, o espaço de convivência, a proximidade com a natureza, o fluxo entre esses espaços, o silencio inspirador que convida à reflexão.

post

No longo caminho que trilhamos até aqui, já experimentamos diferentes desenhos de sala de aula, diversos formatos de intervalo para o café, estivemos em várias cidades, em muitos endereços, com grupos sempre heterogêneos de alunos e professores. Cada uma dessas variáveis causa uma influência na experiência educacional, afetando a qualidade do convívio, da troca, da cumplicidade, do estímulo e do decorrente engajamento daqueles que ali estão.

Agora em Bragança Paulista chegamos a um resultado muito acolhedor, e para que vocês possam ter uma ideia mais precisa, vejam abaixo o relato de uma das alunas que está no fim do curso:

Minha experiência na Pós-Graduação em Pedagogia Espírita é uma vivência única e significativa, que gostaria de compartilhar. Muitos já me perguntaram do que trata este curso e se vale a pena enfrentar a distância, pois moro em Salvador e ele acontece em São Paulo. Uma vez por mês tenho que enfrentar esse deslocamento e todas as dificuldades, inclusive financeiras, para concluí-lo. E eu respondo convicta que está muito além de valer a pena, é algo que todos, de qualquer área profissional, deveriam experimentar.
Num mundo de valores dissolvidos, saber que existe um espaço livre, aberto e que trata a educação com toda a seriedade que precisa, é realmente algo transcendente. Saber que existe um lugar completo que trabalha a educação de forma verdadeiramente integral, com professores qualificados, possuindo muito mais do que títulos acadêmicos, mas integridade e valores morais… Em um ambiente acolhedor que une a natureza e a beleza ao seu favor, com conteúdos sólidos e consistentes. É surreal! E não pára por aí. Neste mesmo lugar, conseguimos vivenciar tudo o que vimos na teoria de forma prática e possível. Posso garantir que a imersão, ficar hospedada lá nos finais de semana de estudo, foi uma das melhores experiências da minha vida e por isso vale a pena descrever um pouco da nossa rotina lá.
Ao chegarmos, o sorriso nos acolhe com abraços aconchegantes vindos de todos os funcionários da Pampédia; lá construímos vínculos e vivenciamos o amor pedagógico de forma real. Após o café da manhã animado, vamos para as salas de aula e lá, nós alunos, temos voz e opinião, participamos, somos ouvidos e respeitados. Outro ponto que me chamou a atenção foi a rica diversidade da minha turma, constituída por diversas áreas profissionais. Nosso grupo é composto por engenheiros, professores, advogados, jornalista, arquiteto dentre outros, vindos dos mais belos estados: Rio de Janeiro, Bahia, Sergipe, além dos que vêm de São Paulo, capital e interior. Toda essa conjuntura possibilita uma classe sem igual. Ao término da aula, os conteúdos não ficam estagnados lá, mas se espalham pelos corredores em edificantes conversas. O clima amigável favorece o estreitamento da amizade e compartilhamos nossas dores e vitórias.
As refeições leves e vegetarianas ajudam a mantermos nosso corpo em perfeito equilíbrio com nossa mente e espírito. Os talheres e pratos utilizados durante as refeições são lavados por nós mesmos, em sistema colaborativo, nós fazemos também nossa lição de casa ajudando a construir a cidadania.
À noite continuamos neste ambiente de aprendizagem contínua e além de conversar, de discutir e elaborarmos os mais variados projetos, nós assistimos a filmes pedagógicos, fazemos oficinas extra-curriculares e receitas culinárias. E tudo isso ocorre de forma espontânea e natural, sem cobranças e pedidos dos professores. A autonomia e a liberdade fazem parte de todo o processo. E neste mundo corrido, temos a sensação de ganhar tempo, de fazer valer a pena cada segundo que estamos lá. Nessa Universidade não tem TV e ela não nos faz falta, pelo contrário, percebemos que somos mais úteis longe dela. E assim, ao término das atividades, voltamos para casa com a energia refeita e a mente turbilhonando emoções e vontade de mudar o mundo. Este lugar que mais parece um sonho utópico ou um filme de ficção, existe e funciona diariamente no coração de Bragança Paulista, sob a maestria de Dora Incontri. Faça você também parte deste ideal!

JAMILE TUPINAMBÁ

Uma convivência pedagógica significativa! Convidamos todos a nos visitar, conhecer o espaço e fazer parte dessa ideia!

*no dia 27 de fevereiro (próximo sábado) teremos uma aula aberta das 9h00 as 12h30! E as inscrições para a nova turma ainda estão abertas!

One thought on “Espaço e convivência na educação livre da ULP

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s